★ ​​​​​​​​​​​​​​ 1º LUGAR​​​​​​​

| CONCURSO MINIMUM |

(RE) CONSOLIDANDO A FUNDAÇÃO IBERÊ CAMARGO AO CENÁRIO DE POA

_

EQUIPE COLETIVO ARQUITETURA

      A partir da problemática proposta de reconsolidar a Fundação Iberê Camargo no contexto dos circuitos de lazer e cultura da cidade de Porto Alegre, foram apresentados, um sítio e um programa sugeridos que seriam capazes de suprir essa necessidade e trazer novos usos para o seu entorno que está descaracterizado e suprimido por uma grande via de alto tráfego. Entendendo que tanto a Fundação e o uso da Orla estão dentro de um contexto urbano mas em que o ambiente natural se faz relevante, o desafio aceito de integrar a edificação e a encosta foi interpretado através das pessoas. 

     A população usuária dos dois lugares não é necessariamente distinta, mas formalmente segregadas. Na Fundação a área externa é utilizada como espaço de espera e contemplação, já na orla a ciclovia e a calçada contínua que liga toda a Orla do Guaíba acabam por trazer um volume maior de circulação e consequentemente permanência de pessoas nos espaços disponíveis como muretas e grama do declive.
     O partido da proposta surgiu disto, entendendo o caráter de ambos os usos e absorvendo as intenções orgânicas que a própria população já agregou aos locais, a passagem, a cultura e a contemplação.

 

INTEGRANTES

Christoffer Costa

Eloísa Brun

Gabriel Brun

Natália Jacoby Ulrich

Equipe de projeto: Christoffer Costa, Eloisa Brun, Gabriel Brun e Natália Ulrich  

Localização: Fundação Iberê Camargo - Porto Alegre, RS

Ano: 2018

Publicação:

Blog de Arquitetura da ULBRA

Opera_Instantâneo_2018-10-02_122556_ulbr